Culturas da Horta: Alfazema - Lavandula

6 de janeiro de 2011

Alfazema - Lavandula


Alfazema - Lavandula


A lavanda, mais conhecida por alfazema, é uma planta do género Lavandula, filo Magnoliophyta, da família Lamiaceae. São pequenos arbustos, perenes, incluindo também as anuais e os sub arbustos. Do latim "lavare", "lavar", já era utilizado pelos romanos para lavar roupa, tomar banho, aromatizar ambientes e como produto curativo. A lavanda é sedativa e equilibradora, digestiva, anti-reumática e anti-inflamatória, cicatrizante, relaxante, redutora da fadiga, sedativa, balsâmica e insecticida. As flores são usadas para arranjos florais secos e a folha seca e embalada em pequenos saquinhos de tecido de algodão são utilizados para serem colocados entre as roupas do armário para dar-lhes uma fragrância fresca e agradável, e também para impedir a presença de traças e parasitas. 

O cultivo comercial da planta é para a extracção de óleos das flores, caules e folhas, que são utilizados como anti-sépticos, em aroma terapia e na indústria de cosméticos. Como produto terapêutico, em infusão, deve ser evitado o uso contínuo, podendo produzir excitação em dose tóxica. A alfazema tem assim propriedades relaxantes que ajudam a curar insónias, stress, estados de ansiedade e depressões, e antibacterianas. Alivia dores de cabeça e dores reumáticas. 

Uso culinário da Alfazema: 

As folhas, flores e ramos de alfazema
são usados para dar sabor às saladas e pratos guisados, por um lado, e a doces de frutas e gelatinas, por outro, bem como para a preparação de azeite e vinagre de alfazema. Com as folhas de alfazema, preparam-se também algumas infusões (5g por bule) e dá sabor a alguns tipos de chá.

Alfazema - Lavandula

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...